Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 28 de março de 2011

Por que não sou católico (1)

Concordo que o título não é inédito e nem original. Mas acho que há muitas razões que talvez não tenham ainda sido expostas. Por exemplo, com a aproximação da semana chamada “santa”, as igrejas de orientação católica romana começam novamente a se encher de fiéis. Muitos comparecem pela tradição de ter uma religião herdada. Não chegaram sequer a pensar em outra possibilidade. A tradição é assim e pronto, acabou. Outros assistem às elaboradas cerimônias levados pela atração mística e sensorial do ritual: sacerdotes paramentados, imagens, velas, quadros, procissões, e as próprias cerimônias, misteriosas, como a hóstia e outros elementos místicos.
Outros ainda freqüentam esses templos apenas em ocasiões específicas: o Natal, o dia de algum santo, um batizado, casamento ou funeral, mas agora, especificamente, por conta da chamada quaresma e da tal semana santa.
Quando digo que não concordo com esses rituais e cerimônias, alguns ainda se espantam – hoje menos do que há alguns anos, quando não ser católico era uma heresia cabeluda, verdadeiro escândalo. Hoje, devido ao avanço das comunicações, dentre outras coisas, já não é tão escandaloso assim não seguir ao papa de Roma nem desdenhar imagens de santos – tudo bem que não precisa chutar... Mas em que pese o zelo de alguns líderes, como o falecido JP2, que queria unir todo o mundo sob a égide “de Maria”, e do atual mandatário de Roma, o godo Ratzinger, de “trazer de volta os irmãos separados”, ou ainda do falastrão Jonas Abib, que vive metendo a ripa nos evangélicos e ao mesmo tempo lhes copia a liturgia com músicas ao violão e línguas estranhas, a cena católica ainda é permeada de estranhamento quanto às razões pelas quais grande parte da população abandonou esse credo nos últimos anos.
Há muitas razões.
Eu quando pequeno admirava a “igreja”, pelos motivos que listei acima: mistério, pompa e circunstância, rituais, celebrações misteriosas e assombrosas. Mas, como diz a Bíblia, “quando cheguei a ser homem deixei as coisas de menino” (I Coríntios 13:11); e depois que comecei a estudar a Bíblia para valer, seriamente – a mesma Bíblia que o romanismo diz seguir –percebi que as coisas não são bem assim não, não são seguidas à risca como deveriam. E se a pessoa for séria, perceberá a incompatibilidade entre aquilo que se prega e aquilo que se vive – ou se deveria viver.
Por essas razões digo que não sou católico:
1 – Deus repudia todo e qualquer tipo de culto que contenha imagens: Êxodo 20:4, 5 (Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás diante delas, nem as servirás); Levítico 26:1 (Não fareis para vós ídolos, nem para vós levantareis imagem esculpida, nem coluna, nem poreis na vossa terra pedra com figuras, para vos inclinardes a ela; porque eu sou o Senhor vosso Deus); Deuteronômio 5:8 (Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra); Isaías 2:8 (Também a sua terra está cheia de ídolos; inclinam-se perante a obra das suas mãos, diante daquilo que os seus dedos fabricaram); 44:9-20 (Todos os artífices de imagens esculpidas são nada; e as suas coisas mais desejáveis são de nenhum préstimo; e suas próprias testemunhas nada vêem nem entendem, para que eles sejam confundidos. Quem forma um deus, e funde uma imagem de escultura, que é de nenhum préstimo? Eis que todos os seus seguidores ficarão confundidos; e os artífices são apenas homens; ajuntem-se todos, e se apresentem; assombrar-se-ão, e serão juntamente confundidos.
O ferreiro faz o machado, e trabalha nas brasas, e o forja com martelos, e o forja com o seu forte braço; ademais ele tem fome, e a sua força falta; não bebe água, e desfalece. O carpinteiro estende a régua sobre um pau, e com lápis esboça um deus; dá-lhe forma com o cepilho; torna a esboçá-lo com o compasso; finalmente dá-lhe forma à semelhança dum homem, segundo a beleza dum homem, para habitar numa casa. Um homem corta para si cedros, ou toma um cipreste, ou um carvalho; assim escolhe dentre as árvores do bosque; planta uma faia, e a chuva a faz crescer. Então ela serve ao homem para queimar: da madeira toma uma parte e com isso se aquenta; acende um fogo e assa o pão; também faz um deus e se prostra diante dele; fabrica uma imagem de escultura, e se ajoelha diante dela. Ele queima a metade no fogo, e com isso prepara a carne para comer; faz um assado, e dele se farta; também se aquenta, e diz: Ah! já me aquentei, já vi o fogo. Então do resto faz para si um deus, uma imagem de escultura; ajoelha-se diante dela, prostra-se, e lhe dirige a sua súplica dizendo: Livra-me porquanto tu és o meu deus. Nada sabem, nem entendem; porque se lhe untaram os olhos, para que não vejam, e o coração, para que não entendam. E nenhum deles reflete; e não têm conhecimento nem entendimento para dizer: Metade queimei no fogo, e assei pão sobre as suas brasas; fiz um assado e dele comi; e faria eu do resto uma abominação? ajoelhar-me-ei ao que saiu duma árvore? Apascenta-se de cinza. O seu coração enganado o desviou, de maneira que não pode livrar a sua alma, nem dizer: Porventura não há uma mentira na minha mão direita?); 
Jeremias 7:18 (Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres amassam a farinha para fazerem bolos à rainha do céu, e oferecem libações a outros deuses, a fim de me provocarem à ira); 10:3-5, 9, 14-15 (pois os costumes dos povos são vaidade; corta-se do bosque um madeiro e se lavra com machado pelas mãos do artífice. Com prata e com ouro o enfeitam, com pregos e com martelos o firmam, para que não se mova. São como o espantalho num pepinal, e não podem falar; necessitam de quem os leve, porquanto não podem andar. Não tenhais receio deles, pois não podem fazer o mal, nem tampouco têm poder de fazer o bem...
Trazem de Társis prata em chapas, e ouro de Ufaz, trabalho do artífice, e das mãos do fundidor; seus vestidos são de azul e púrpura; obra de peritos são todos eles... Todo homem se embruteceu e não tem conhecimento; da sua imagem esculpida envergonha-se todo fundidor; pois as suas imagens fundidas são falsas, e nelas não há fôlego. Vaidade são, obra de enganos; no tempo da sua visitação virão a perecer); Habacuque 2:18-20 (Que aproveita a imagem
esculpida, tendo-a esculpido o seu artífice? a imagem de fundição, que ensina a mentira? Pois o artífice confia na sua própria obra, quando forma ídolos mudos. Ai daquele que diz ao pau: Acorda; e à pedra muda: Desperta! Pode isso ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, e dentro dele não há espírito algum. Mas o Senhor está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra; cale-se diante dele toda a terra); Salmos 97:7 (Confundidos são todos os que servem imagens esculpidas, que se gloriam de ídolos; prostrai-vos diante dele, todos os deuses); 115:4-8 (Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos do homem. Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; têm ouvidos, mas não ouvem; têm nariz, mas não cheiram; têm mãos, mas não apalpam; têm pés, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta. Semelhantes a eles sejam os que fazem, e todos os que neles confiam); 135:15-18 (Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens; têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; têm ouvidos, mas não ouvem; nem há sopro algum na sua boca. Semelhantemente a eles se tornarão os que os fazem, e todos os que neles confiam); Apocalipse 22:15 (Ficarão de fora [da cidade santa] os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira). Não adiantam pseudo-justificativas de que “não é adoração, é apenas homenagem”, que “não é idolatria, é apenas hiperdulia”; não, Deus detesta todo e qualquer tipo de culto que envolva imagens. Os versos acima são irrefutáveis, e não admitem outro tipo de interpretação!
Além do mais, muitas vezes as imagens são apenas réplicas, pois as “originais” são “consagradas” e não podem sair de dentro de suas redomas! Se o milagre da original já é questionável, imagine o da réplica!
2 – O Papa: Mateus 23:9 (E a ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque um só é o vosso Pai, aquele que está nos céus); I Timóteo 2:5 (Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem); 3:2 (É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, temperante, sóbrio, ordeiro, hospitaleiro, apto para ensinar); Efésios 2:19-20 (Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina). Assim, aprendemos, pela Bíblia, que só a Deus devemos chamar de “Pai” (que é o significado da palavra “papa”), que quem “faz a ponte” (“pontífice”) entre Deus e os homens é só Jesus, e que o bispo deve ser casado. E que a “pedra de esquina” sobre a qual a Igreja está edificada é Jesus e não algum de seus discípulos, apóstolos ou “sucessores”.
Com quem você fica, com a Bíblia ou com a tradição humana?
É possível crer na Bíblia como Palavra Infalível de um Deus Infalível e ainda assim continuar a ser católico?
Para ajudar você a decidir, na semana que vem tem mais.
72450

  © Blogger templates Modelo: Shiny by Ourblogtemplates.com 2008 - personalizado por Georges - que ralou pra caramba!

Voltar ao INÍCIO