Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 16 de junho de 2009

Só a Bíblia!

A Bíblia é, na verdade, uma biblioteca. Escrita por aproximadamente 40 autores, durante um período de 1500 anos, não foi feita por iniciativa coletiva, nem planejada por nenhum homem. Um dos autores escreveu na Síria, outro na Arábia, outros em Israel, Grécia e Itália. Uns autores foram mais historiadores, outros repórteres, outro compôs poemas, outro registrou profecias. O escritor de um livro nunca poderia saber o que outro escreveria 1000 anos depois. Mesmo assim, a Bíblia possui uma coerência impressionante, tendo um tema comum e falando de uma pessoa central: Jesus Cristo. A Bíblia é o único livro onde milhares de profecias se cumpriram literalmente. Suas predições se realizaram nos mínimos detalhes (ao contrário de Nostradamus, por exemplo, que disse que o mundo acabaria e que aconteceriam coisas espantosas, em agosto de 1999). Quando nos perguntamos como foi possível que autores tão diversos alcançassem tal unidade e uniformidade, concluímos que a resposta está nos versículos “Porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo” (II Pedro 1:19-21), e “toda a Escritura é inspirada por Deus, proveitosa para ensinar, redarguir, corrigir, para instruir com justiça” (II Timóteo 3:16). Um filósofo francês assim disse da Bíblia: “Quão miseráveis e desprezíveis são as palavras dos filósofos comparadas com a Bíblia! É possível um livro tão simples, mas ao mesmo tempo tão perfeito, ser palavra humana?”
Conta-se que um ateu enviou a um jovem cristão um grande número de artigos para convencê-lo de que a Bíblia era atrasada em muitas afirmações e ultrapassada pelos conhecimentos atuais. O jovem respondeu: “Se você tiver algo melhor do que o Sermão do Monte, algo mais belo que a história do filho pródigo ou a do bom samaritano, algumas leis superiores aos Dez Mandamentos, algo mais consolador do que o Salmo 23, ou algum texto que me revele melhor o amor de Deus e esclareça melhor o meu futuro do que a Bíblia, por favor me envie”.
Nenhum outro livro apresenta tão farta profusão de provas de sua autenticidade. Descobertas de antigos escritos nos dão a certeza de que temos em mãos a Bíblia com a mesma mensagem que os cristãos primitivos. Por todos esses motivos, a Bíblia é o único livro digno de total confiança em matéria de fé e conduta, como ela mesma afirma:
A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre. (Salmo 119:160)
A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei é a verdade. (Salmo 119:142)
Ele (Deus) é a rocha cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos são juízo; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é. (Deuteronômio 32:4)
Agora pois, Senhor Jeová, tu és o mesmo Deus, e as tuas palavras são verdade. (II Samuel 7:28)
Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra do Senhor subsiste eternamente. (Isaías 40:8)
O Espírito (Santo) é o que testifica, porque o Espírito (Santo) é a verdade. (I João 5:6)
Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar. (Mateus 24:35)
E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (João 8:32)
Eu (Jesus) sou o caminho, a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim. (João 14:6)
Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. (I João 4:1)
Ora, se Deus (Pai, Filho e Espírito Santo) são a expressão da Verdade e se a Palavra de Deus (a Bíblia) é a Verdade, eles não podem se contradizer. Não podem existir duas verdades contraditórias: uma eliminará a outra. Isto posto, se cremos que a Bíblia é a Verdade, toda e qualquer “verdade” que lhe seja contraditória não pode ser aceita como verdadeira. Toda “verdade” em desacordo com a Bíblia é falsa. DOA A QUEM DOER.

SÓ A BÍBLIA? - Por que devemos crer exclusivamente na Bíblia, desconsiderando as demais “revelações”? Porque direta e indiretamente a própria Bíblia nos exorta a isso.
Paulo escreve, por exemplo, a Timóteo: "E que desde a infância sabes as sagradas letras que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça" (2 Timóteo 3:15-16).
A Segunda Epístola de Pedro 1:19-21 nos revela em que consiste a diferença entre a Bíblia e outras fontes: "Temos assim tanto mais confirmada a palavra profética, e fazeis bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vossos corações; sabendo, primeiramente, isto, que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana, entretanto homens santos falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo." O próprio Senhor Jesus aponta para a segurança e infalibilidade da Palavra de Deus: "Porque em verdade vos digo: Até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da lei, até que tudo se cumpra" (Mateus 5.18).
E Ele diz, ainda: "Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim" (João 5.39).
Em sua primeira carta aos tessalonicenses, Paulo enfatiza que a Bíblia não é palavra humana, mas Palavra de Deus: "Outra razão ainda temos nós para incessantemente dar graças a Deus: é que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e, sim, como, em verdade é, a palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os que credes" (1 Tessalonicenses 2:13).
Finalizando, lembremos o conteúdo extremamente importante de João 1:1-4: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as cousas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez. A vida estava nele..." E o versículo 14: "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai."Quem menospreza a Palavra de Deus e a coloca no mesmo nível de outras "fontes de revelação" mostra que despreza a Palavra (o Verbo) que se fez carne: Jesus Cristo!
DOA A QUEM DOER!

  © Blogger templates Modelo: Shiny by Ourblogtemplates.com 2008 - personalizado por Georges - que ralou pra caramba!

Voltar ao INÍCIO