Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 14 de setembro de 2013

Especial Últimas Notícias

Gripe mortal ameaça a Humanidade
Quarta, 8 de maio de 2013 - A humanidade tem grande potencial para se matar ou para morrer “naturalmente”. Embora muita gente sem dúvida não considere isso, digamos, uma “boa ideia”, um grupo de pesquisadores chineses resolveu criar variáveis letais do vírus da gripe. O experimento, feito no Instituto de Pesquisa Veterinária Harin (China), combinou o vírus H5N1, da gripe aviária (que é letal para humanos, mas não é transmitido facilmente), e o vírus H1N1, facilmente transmissível entre humanos.
Esse tipo de mistura ocorre naturalmente quando dois tipos de vírus infectam uma mesma célula e trocam material genético entre si, gerando “híbridos”. “Os estudos demonstraram que o vírus H5N1 tem o potencial de se tornar transmissível entre mamíferos ao se combinar com vírus influenza humanos”, explica a pesquisadora Hualan Chen. “Isso nos mostra que devemos dar mais atenção ao surgimento na natureza de tais vírus transmissíveis entre mamíferos para prevenir uma possível pandemia causada por vírus H5N1”. Embora tenha sido realizada em um laboratório com elevado nível de segurança, o experimento foi criticado por diversos cientistas, pois há o risco de amostras dos híbridos “escaparem” e iniciarem uma pandemia. Em 2011, pesquisadores do Centro Médico Erasmo (Holanda) e da Universidade de Wisconsin (EUA) criaram uma versão do H5N1 que podia ser transmitida entre furões. O estudo foi suspenso. Resta saber se o mesmo acontecerá no caso atual. (Hypescience, via Cracionismo)

Novo presidente do Irã diz que Israel deve ser removido
Sexta, 2 de agosto de 2013 - Hassam Rowhani, presidente recém eleito do Irã demonstrou que a política iraniana com relação ao Estado judaico não mudará. “O regime sionista é uma chaga que se estabeleceu no corpo do mundo muçulmano por anos e deve ser removida”, disse Rouhani. Ele substitui Mahmoud Ahmadinejad que, discursando no mesmo evento, afirmou existir “uma tempestade no Oriente Médio” para eliminar Israel que, para ele, não tem lugar na região. Ahmadinejad marcou seu mandato pelas declarações polêmicas, como a negação do Holocausto. Rowhani mostrou pessimismo em relação às negociações de paz entre os israelenses e os palestinos. “Israel continua com sua natureza agressiva e as negociações são uma boa oportunidade para projetar uma aparência pacífica”, afirmou. O canal estatal Press TV acusou as agências de notícias iranianas de distorcerem a frase de Rowhani e que ele teria dito: “Existe uma ferida há muitos anos no corpo do mundo islâmico sob ocupação da terra sagrada da Palestina e de nossa amada Al Quds [Jerusalém para os islâmicos]. A televisão estatal iraniana mostrou centenas de milhares de pessoas desfilando em cidades de todo o país cantando “Morte a Israel” e “Morte à América”. A manifestação faz parte do dia de Al Quds, data celebrada no Irã desde 1979, ano da Revolução Islâmica.
Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel criticou as palavras do novo líder iraniano.
“Ainda que os iranianos neguem depois destes comentários, isto é o que ele pensa e reflete os planos do regime. O presidente mudou, mas os objetivos do regime continuam os mesmos: conseguir armas nucleares para ameaçar Israel, o Oriente Médio e a paz mundial. Não devemos permitir que um Estado que ameaça Israel tenha armas de destruição em massa”, disse Netanyahu. (Fonte)

“Papa” F1 faz apelo à paz mundial
Quarta, 4 de setembro de 2013 - O “papa” Francisco fez uma convocação inesperada. Dirigindo-se a milhares de pessoas na Praça de São Pedro, ele fez um longo e apaixonado apelo pela paz na Síria e em todo o Oriente Médio. “Há um julgamento de Deus e um julgamento da História diante de nossas ações, de que não podemos escapar”, disse. Enquanto condenava o uso de armas químicas na Síria, acrescentou: “Guerra, nunca mais. O uso da violência não traz a paz. A guerra chama a guerra. A violência chama a violência”, dizendo-se “muito ferido”, não só “pelo que está acontecendo na Síria”, mas também pelos “dramáticos acontecimentos que se projetam”. Uma menção indireta à perspectiva de uma guerra, ventilada pelos presidentes Barack Obama e François Hollande. Por causa disso, o papa pediu que os católicos romanos de todo o mundo fizessem um dia de oração e jejum pela paz na Síria. De maneira surpreendente, pediu que as pessoas de todas as religiões se juntassem à iniciativa. Deixou o convite aberto a todas as “pessoas de boa vontade”, mesmo aquelas que não têm religião.
Em 1964, durante a guerra do Vietnã, Paulo VI pediu na ONU orações pelo fim das guerras e pela paz mundial. JP2 também fez um apelo após os atentados do dia 11 de setembro. Um discurso similar veio em 2003, tentando evitar a guerra no Iraque, quando o ataque dos Estados era inevitável.
Segundo o vaticanista Luigi Accattoli, jejum e orações são preceitos do judaísmo e do islamismo, e por isso não seria difícil para essas religiões entenderem o apelo. Durante o pontificado de B16, o Vaticano aceitou se juntar com judeus, muçulmanos e líderes de outras religiões para impedir a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Diferentemente de outros papas ao longo da história, que sequer reconheciam a validade de outras religiões, Francisco diz contar com elas. “A Igreja Católica é consciente da importância da amizade e do respeito entre os homens e mulheres das diferentes tradições religiosas… Desejo assegurar minha firme vontade de prosseguir com o diálogo ecumênico”, disse ele na primeira semana de seu pontificado. Em maio, novamente fez um discurso que incluía todas as religiões e inclusive os ateus: “O Senhor redimiu todos nós, todos nós, com o Sangue de Cristo: todos nós, não apenas os católicos. Todo mundo!”, disse ele. A convocação para a união de membros de todas as religiões seria mais um passo na busca pelo bem comum. O Vaticano já anunciou que Francisco deseja se reunir com os líderes das principais religiões do mundo para discutirem um esforço conjunto pela paz e harmonia mundial. Com informações de Charisma News, Radio Vaticana e Vatican Insider. (Fonte)

Comentário – Vejamos se eu entendi. Há o risco de uma epidemia global se espalhar e dizimar milhões ao redor do planeta. De um momento para outro, pode explodir uma guerra que, de repente, pode ser a terceira guerra mundial ou desencadear, no mínimo, uma invasão a Israel, com vistas a varrer o país do mapa. Mas, um líder religioso, que governa a partir de uma cidade erguida sobre sete montes, se arvora no “pai espiritual” de todos os habitantes da Terra – até os “sem religião” – e no guardião da paz. É isso mesmo que dizem essas notícias?
Agora vamos ver se isso já não estava previsto há muitos séculos.
Sobre o risco de epidemia: “E haverá em vários lugares grandes terremotos, e pestes e fomes; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu” (Lucas 21:11, grifo acrescentado); “E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava montado nele chamava-se Morte; e o inferno seguia com ele; e foi-lhe dada autoridade sobre a quarta parte da terra, para matar com a espada, e com a fome, e com a peste, e com as feras da terra” (Apocalipse 6:9, idem).
Sobre o desejo das nações de acabarem com Israel: “Filho do homem, dirige o teu rosto para Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque e Tubal, e profetiza contra ele... Pérsia, Cuche, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete... Portanto, profetiza, ó filho do homem, e dize a Gogue: Assim diz o Senhor Deus: Acaso naquele dia, quando o meu povo Israel habitar seguro, não o saberás tu?... subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias hei de trazer-te contra a minha terra, para que as nações me conheçam a mim...” (Ezequiel 38:2, 14, 16, 18. Gogue, Magogue, Mesque e Tubal são uma coligação de países que invadirá Israel, de acordo com a profecia de Ezequiel, ajudados pela Pérsia, que é hoje, adivinhe... o Irã! Para saber mais, clique aqui e leia).
E sobre F1, não temos certeza se ele é “o cara”, mas muito provavelmente alguém semelhante a ele, se não agora, em breve, irá desempenhar esse papel de “líder espiritual”, com aparência de bondade, santidade, talvez até operando milagres sobrenaturais. Mas não com o objetivo de fazer a obra de Deus, como pode parecer, mas sim para conquistar o poder e nele permanecer. Apocalipse 13:11-14 fala a respeito dessa criatura prodigiosa, que ajuda outra ainda maior: “E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como dragão. Também exercia toda a autoridade da primeira besta na sua presença; e fazia que a terra e os que nela habitavam adorassem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. E operava grandes sinais, de maneira que fazia até descer fogo do céu à terra, à vista dos homens; e, por meio dos sinais que lhe foi permitido fazer na presença da besta, enganava os que habitavam sobre a terra e lhes dizia que fizessem uma imagem à besta...”.
Sabemos que o Cordeiro de Deus é Jesus; já essa “besta” – um sinônimo de “maldade” – é apenas “semelhante a um cordeiro”. Sua autoridade não vem de Deus; vem da “primeira besta”. E por meio de milagres faz com que todos adorem, ovacionem, idolatrem essa “primeira besta”. Que grande milagre, impossível de ocorrer, seria maior do que a tão sonhada “paz mundial”? Ou o fim das disputas religiosas? Todos os credos unidos por um mesmo ideal, até mesmo os “sem-credo”? Só para você ter uma ideia, esse Francisco aí diz que a pessoa pode ser salva mesmo sem crer em Deus, basta seguir sua própria consciência (aqui). Talvez ele não se lembre de que Hitler e Stalin também seguiram suas próprias consciências... Veja que o atual pontífice é, antes de tudo, um idólatra, doa a quem doer. Ou tem outro nome quem se ajoelha e adora uma estátua, como na foto ali acima?
Enfim, essa “besta” que é apoiada pela “primeira besta” é vista em outra passagem de Apocalipse (cap. 17), como uma “mulher montada numa besta”: “vi uma mulher montada numa besta cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e que tinha sete cabeças e dez chifres. A mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada de ouro, pedras preciosas e pérolas; e tinha na mão um cálice de ouro, cheio das abominações, e da imundícia da prostituição”. Agora me diga, sem preconceito: há alguma outra imagem que descreve melhor a igreja católica? (leia mais aqui).
O próprio anjo que guiava João o esclarece (versos 9 e 15): “As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada... As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, multidões, nações e línguas”
Acho que não preciso dizer mais nada, só isto: o fim está próximo.
E estas podem ter sido as últimas notícias.

(420.000)

  © Blogger templates Modelo: Shiny by Ourblogtemplates.com 2008 - personalizado por Georges - que ralou pra caramba!

Voltar ao INÍCIO