Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Em II Coríntios 4:3 lemos uma passagem que traz luz sobre o nosso tema: "se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século [Satanás] cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus". Ele cega as mentes dos não crentes ao esconder a luz do Evangelho de Cristo, e faz isto substituindo-o pelo seu próprio evangelho – o “outro evangelho”.
Apropriadamente ele é chamado de "o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo" (Apocalipse 12:9). Ele meramente apela para "o melhor que está no homem", e ao simplesmente exortá-lo a "seguir uma vida de retidão" cria uma plataforma genérica sobre a qual pessoas com qualquer opinião podem se unir e proclamar uma mensagem comum.
Novamente citando Provérbios 14:12 - "Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte". Diz-se que o caminho para o Inferno está pavimentado com boas intenções. Haverá muitos no Lago de Fogo que viveram com boas intenções, decisões honestas e ideais elevados - foram justos em seus procedimentos, corretos em suas transações e caridosos em todos os seus caminhos; homens que se orgulharam da sua integridade, mas que buscaram se justificar diante de Deus por sua própria justiça; foram misericordiosos e generosos, mas que nunca se viram como culpados, perdidos, pecadores, merecedores do inferno, necessitados de um Salvador. Este é o caminho que "parece direito". Este é o caminho que recomenda a si mesmo à mente carnal e se faz atraente às multidões de iludidos dos dias atuais. A Ilusão do Diabo é que nós podemos ser salvos por nossas próprias obras, e justificados por nossos próprios feitos; enquanto que, Deus nos diz em Sua Palavra: "pela graça sois salvos, por meio da fé... Não vem das obras, para que ninguém se glorie". E também: "Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou..."
Hoje há milhares que talvez tenham crescido na Escola Dominical, foram instruídos sobre o nascimento, a vida, e os ensinos de Jesus Cristo, crêem na historicidade de Sua pessoa, se esforçam para praticar Seus preceitos, e pensam que isto é tudo o que é necessário para a sua salvação. Frequentemente, estas pessoas quando atingem a maturidade vão para o mundo, e diante do ataque dos ateístas e infiéis, permanecem firmes em sua declaração de que "crêem em Jesus Cristo". Apesar disso, quando sua fé é examinada, muito frequentemente descobre-se que ainda que creiam em muitas coisas sobre Jesus Cristo, eles de fato não crêem Nele. Crêem com seu intelecto que tal pessoa viveu (e, porque crêem desta forma imaginam, então, que estão salvos), mas nunca baixaram as armas em sua luta contra Ele, rendendo-se a Ele, nem verdadeiramente creram com seu coração Nele.
A simples aceitação de uma doutrina ortodoxa sobre a pessoa de Cristo, sem o coração ter sido ganho por Ele, e a vida ter sido devotada a Ele, é outra etapa deste caminho "que ao homem parece direito", mas que cujo fim "são os caminhos da morte", ou, em outras palavras, é outro aspecto do evangelho de Satanás.
E agora, onde você está? Você está no caminho "que parece direito", mas que termina em morte; ou, está no Caminho Estreito que conduz à vida? Você realmente abandonou o Caminho Espaçoso que conduz à perdição? Tem o amor de Cristo criado, em seu coração, aversão e horror a tudo o que Lhe desagrada? Você está desejoso de que Ele possa "reinar sobre" você? (Lucas 19:14) Você está confiando inteiramente na justiça e no sangue de Cristo para a sua aceitação junto a Deus?
Os que confiam em uma forma exterior de religiosidade, tal qual o batismo ou a "crisma" (confirmação), religiosos porque isto é considerado como uma marca de respeitabilidade,  que freqüentam alguma igreja ou congregação porque está na moda, porque supõem que isto os capacitará a se tornarem cristãos, estão no caminho que "termina em morte" - morte espiritual e eterna. Mesmo sendo puros os nossos motivos, mesmo sendo nobres as nossas intenções, mesmo sendo bem intencionados os nossos propósitos, mesmo sendo sinceros os nossos esforços, Deus não nos reconhecerá como Seus filhos, até que aceitemos o Seu Filho.
Uma forma ainda mais ilusória do Evangelho de Satanás está levando os pregadores a apresentar o sacrifício reconciliador de Cristo, e então dizer que tudo o que Deus requer deles é que "creiam" no Seu Filho. Por meio disto milhares de almas são iludidas, e passam a pensar que foram salvas. Mas Cristo disse: "se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis" (Lucas 13:3). "Arrepender-se" é odiar o pecado, entristecer-se por causa dele, e desviar-se dele. É o resultado do Espírito tornando o coração contrito diante de Deus. Nada, exceto um coração quebrantado pode crer de modo salvífico no Senhor Jesus Cristo.
Milhares são enganados, ao serem levados a supor que "aceitaram a Cristo" como seu "Salvador pessoal", sem primeiro O terem recebido como seu SENHOR. O Filho de Deus não veio aqui para salvar Seu povo nos seus pecados, mas "dos seus pecados" (Mateus 1:21). Para ser salvo dos pecados, é preciso deixar de ignorar e de tentar despistar a autoridade de Deus, é abandonar o curso de vida de acordo com a própria vontade e a satisfação pessoal, é "deixar o nosso caminho" (Isaías 55:7). É nos render à autoridade de Deus, nos entregar ao Seu domínio, e ceder a nós mesmos para que sejamos controlados por Ele. Aquele que nunca tomou o jugo de Cristo sobre si, que não busca verdadeira e diligentemente agradá-Lo em todos os detalhes da vida, e ainda supõe que está "confiado na Obra Consumada de Cristo", está iludido pelo Diabo!
Em Mateus 7 há duas passagens que nos mostram os resultados do Evangelho de Cristo e da falsificação de Satanás. Primeiro, nos versos 13-14: "Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem". Depois, nos versos 22-23: "Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos [pregamos] nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade".
Sim, é possível trabalhar em nome de Cristo, ou mesmo pregar em seu nome, e também o mundo nos conhecer, e a Igreja nos conhecer, e ainda assim sermos desconhecidos ao Senhor! Quão necessário é então descobrir onde nós estamos; examinar a nós mesmos e ver se nós estamos na fé; medir a nós mesmos pela Palavra de Deus e ver se estamos sendo enganados por nosso astuto Inimigo, descobrir se estamos construindo nossa casa sobre a areia, ou se ela está erigida sobre a Rocha que é Jesus Cristo.
Que o Espírito Santo examine nossos corações, quebrante nossa vontade, destrua a nossa inimizade contra Deus, opere em nós um arrependimento profundo e verdadeiro, e fixe nosso olhar no Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Este artigo em duas partes é uma compilação de um sermão do Dr. Arthur Walkington Pink. Tradução de Walter Andrade Campelo, em http://www.luz.eti.br/pink-artigos-anothergospel-pt.html. Condensado e adaptado por Georges Edward Alves
90200

No Brasil, Insensato Coração foi a novela com maior número de gays até hoje. Na segunda-feira, 18 de julho (2011), o personagem “Chicão” (Wendell Bendelack) ridicularizou os evangélicos, afirmando que eles são idiotas manipulados por um pastor, em mais uma tentativa de estigmatizar cristãos evangélicos – como sempre faz essa emissora. 
Sugiro que os cristãos evangélicos acompanhem a trama e anotem os patrocinadores. Usemos o telefone e o e-mail para reclamar a quem paga os salários desses autores, atores, atrizes e, por conseguinte gera lucros para a Rede Globo. Façamos a cúpula da emissora, agências de propagandas e os patrocinadores constatarem que audiência alta nem sempre é sinal de aprovação do telespectador. Reaja. Proteste. Vá às compras e boicote marcas de produtos que não respeitam a sua fé e faça os fabricantes saberem que está comprando produtos da concorrência. Mostre sua insatisfação. Atendimento da Rede Globo - Telefone: 400 22 884 (custo de uma ligação local); e-mail: http://falecomaredeglobo.globo.com/. 
Mas não fique apenas nisso, faça o levantamento das centrais de atendimento dos patrocinadores, como a Natura, e proteste contra eles por apoiarem esse enredo folhetinesco e anticristão. Diga-lhes que como consumidor você merece respeito e não aceita marcas que se associem contra o cristianismo. 
Este artigo está liberado para cópias, para uso em todos os meios possíveis, desde que não seja com objetivo comercial, e que seja informado o nome do autor: Eliseu Antonio Gomes (www.ubeblogs.net).

  © Blogger templates Modelo: Shiny by Ourblogtemplates.com 2008 - personalizado por Georges - que ralou pra caramba!

Voltar ao INÍCIO