Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Marina Silva é mesmo evangélica?

Nas eleições para presidente do Brasil em 2010, o polêmico Silas Malafaia, como muitos, mas muitos mesmo, evangélicos, declarou apoio à então candidata do PV, Marina Silva. Mas logo depois ele deu para trás e disse que não mais iria apoiá-la, acusando-a de "dissimular" suas ideias sobre a liberação do aborto e da maconha. Malafaia, em mais uma de suas pirotecnias verbais, até então era o principal líder evangélico a declarar voto na candidata, que se diz crente da igreja Assembleia de Deus, a mesma do controverso televangelista. Quem mais comemorou foi o alto tucanato, esperando discursos a favor de Serra nos programas do pastor.
"Pior do que o ímpio é um cristão que dissimula", escreveu o Malafaia. "Ao propor plebiscito, Marina está jogando para a torcida, para ficar bem com os que são contra e com os que são a favor. Sai de cima do muro, minha irmã! Como faltaram convicção e firmeza em suas declarações, uma vez que o cristão tem de mostrar a cara posicionando-se de forma categórica contra o pecado, Marina perdeu meu voto". Fonte
De minha parte, nada dito por Malafaia me causa espanto. Mas depois de ver certas declarações da candidata verde, fiquei com uma pulga atrás da orelha: seria Marina, de fato, evangélica? E se sim, será que ela, numa remota hipótese, presidente, seguiria suas convicções pessoais ou rezaria pela cartilha do Partido?
Senão, vejamos.
O estatuto do PV diz clara e abertamente que “os Verdes”...
6.5 Apóiam o direito das mulheres em tomar suas próprias decisões, inclusive o controle sobre sua fertilidade pelos meios que acharem apropriados, livres de discriminação ou coerção e trabalharão para ter a "Convenção para Eliminação da Discriminação Contra a Mulher" ratificada, para remover reservas e para exigir o "Protocolo Opcional".
e que também
6.15 Exigem a descriminalização da homossexualidade e apóiam o direito de gays e lésbicas ao seu estilo de vida e igualdade de direitos às uniões homossexuais. 

Confira aqui: http://www.pvrs.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=87&Itemid=38
O PV também prega:
Legalização da interrupção voluntária da gravidez com um esforço permanente para redução cada vez maior da sua prática através de uma campanha educativa de mulheres e homens para evitar a gravidez indesejada. Fonte: http://partidoverde.achanoticias.com.br/interna_programa_cap7.shtml
Uma nova Lei de Entorpecentes, legalizando o uso da Cannabis sativa (ou, para quem não sabe, maconha) para fins industriais, médicos e pessoais, descriminalizando o uso de drogas, que passa a ser encarado, em situações de dependência de drogas pesadas, como um problema de saúde e não de repressão e prisão.
Encarar o consumo [de drogas] como um problema policial apenas nos casos em que estiver associado a algum outro delito, hipótese em que entrará como agravante como ocorre atualmente com o abuso de álcool.
A penalização diferenciada na repressão ao tráfico classificando as drogas em categorias, de acordo com o grau de dano que podem provocar à saúde. Dessa forma se evita, na repressão, o nivelamento de drogas de efeitos nocivos muito diferenciados, o que na prática estimula o tráfico das mais pesadas e nocivas que são mais rentáveis. Fonte:http://partidoverde.achanoticias.com.br/interna_programa_cap8.shtml
Defender a liberdade sexual, no direito do cidadão dispor do seu próprio corpo e na noção de que qualquer maneira de amor é valida e respeitável. Fonte: http://partidoverde.achanoticias.com.br/interna_programa_cap4.shtml
Como o cristão deve se portar diante disto?
Em relação à união civil de homossexuais, talvez seja devido a este vídeo que Silas Malafaia tenha retirado seu maravilhoso e incomparável apoio: 
Vemos aqui que a candidata diz que “o casamento é um sacramento”. Ora, qualquer catecúmeno sabe – ou pelo menos deveria saber, se freqüentasse a EBD – que a igreja evangélica não possui sacramentos! Biblicamente, temos apenas duas ordenanças, o Batismo e a Ceia do Senhor. No catolicismo sim, existem sacramentos, e entre eles o casamento, como crê Marina: batismo, confirmação do batismo (ou crisma), confissão (ou penitência), eucaristia, ordenação sacerdotal, matrimônio e unção dos enfermos (“extrema-unção”). Para os católicos, os sacramentos são sinais nos quais, por sinais sensíveis, a graça de Deus em Cristo seria representada, selada e aplicada aos féis, que, por sua vez, expressam a fé e obediência a Deus. Estes sinais seriam importantes para a salvação de cada fiel e marcam as várias fases de sua vida espiritual e religiosa. Segundo o Catecismo Católico, "os sacramentos são sinais eficazes da graça, instituídos por Cristo e confiados à Igreja, mediante os quais nos é concedida a vida divina" (n. 224). "Os sacramentos não apenas supõem a fé, como também, através das palavras e elementos rituais, a alimentam, fortificam e exprimem." (n. 228).
De novo: Marina é mesmo evangélica? Por que ela propaga doutrinas católicas? Agora fica fácil entender porque Leonardo Boff, conhecido frade franciscano, o qual se diz independente mas de discurso fortemente identificado com a igreja de Roma – apóia Marina. Veja abaixo a manifestação dele, recheada de expressões tiradas do corolário “nova era/new-age” (Marina é a filha querida da “mãe-terra”, a “nova humanidade”, “nova civilização”, etc.):
Nascemos do pó das estrelas? Marina aceita apoio de quem ensina isto? É isso que a Bíblia ensina, que o homem nasceu do pó das estrelas? A igreja de Marina apóia essa doutrina?
Mas ainda não acabou. Disseram que o vice na chapa do PT é satanista, tese já refutada pelo próprio autor. Mas não dizem que Marina apóia Luiz Bassuma, candidato do PV ao governo da Bahia pelo Partido Verde.
Você que não mora na Bahia sabe quem é Luiz Bassuma?
Luiz Bassuma (PV-BA) é um médium baiano que, quando era deputado federal, protagonizou um episódio que marcou época no plenário da Câmara. Ele "incorporou o espírito de Allan Kardec", em 27 de abril de 2007, durante sessão solene alusiva ao sesquicentenário (150 anos) da publicação do “Livro dos Espíritos”. A matéria sobre o assunto passou no programa Fantástico, claro, tinha que ser na Globo (link aqui).
Ao iniciar a sessão, Bassuma baixou a cabeça, fechou os olhos e o timbre de sua voz e a maneira de falar mudaram para a uma voz arrastada e fraca, como a de um ancião. Ao final, sua voz voltou ao normal. Segundo assessores, Bassuma não se lembrava do que falou e não sabe dizer “que espírito incorporou”.
- Foi impressionante. Eu fiquei arrepiada. Meus pais, que assistiam à sessão pela TV Câmara me ligaram, perguntando se ele havia incorporado o Chico Xavier - conta a funcionária da Câmara, Maria Almeida.
- A voz era muito parecida com a de Chico - conta outro servidor, que, impressionado, foi rever a cena nos estúdios da TV Câmara.
Os espíritas descartaram Chico. Diziam que a voz era mais parecida com a do médico/médium Bezerra de Menezes, morto há mais de cem anos (estranho acharem que parecia a voz dele, pois não se tem notícias de gravações feitas antes de 1900 para que se possa comparar sua voz com essa ou aquela outra...), e que “o espírito” citou os nomes de Kardec e do próprio Chico.
Em outra ocasião, o deputado também realizou uma sessão solene em homenagem a Chico e trouxe ao plenário da Câmara o médium Marcos Medrado, para pintar quadros “incorporando” pintores famosos. Em minutos, Medrado pintou cinco quadros, entre eles um de Chico Xavier no estilo de Portinari, que foi parar no gabinete de... Luiz Bassuma.  Confira aqui.
Ele diz ter uma encomenda para a família do finado cacique Antônio Carlos Magalhães: dez cartas “psicografadas” com supostas mensagens de Luís Eduardo Magalhães, filho de ACM que morreu em 1998. As cartas foram entregues por outra médium amiga de Bassuma.
“Não li as mensagens que considero de caráter pessoal e como vou me encontrar com ACM Neto, me comprometi e entregar as cartas”, disse Bassuma. Ao que se sabe, nas cartas o “espirito de Luís Eduardo” teria relatado problemas no além logo depois que “desencarnou”, mas agora está tranqüilo e resolveu mandar notícias do plano espiritual para dizer que está bem e disposto a ajudar os familiares. Bassuma esclareceu que faz apenas o papel de mensageiro ao levar as cartas. Veja se é verdade ou não aqui.
Agora adivinhe quem Marina apoiou para o governo da Bahia.
No Rio foi Fernando Gabeira, conhecido por ter participado da luta armada contra o regime militar como militante do MR-8 (Movimento Revolucionário 8 de Outubro), que tentava instaurar o socialismo no Brasil. Gabeira participou do sequestro do embaixador norte-americano Charles Elbrick em 1969, episódio narrado em seu livro “O Que É Isso, Companheiro?”, como forma de pressionar o regime militar a libertar presos políticos, ligados a organizações clandestinas de esquerda. De fato, tais presos foram libertos e banidos do país, mas os envolvidos no sequestro foram presos algum tempo depois. O próprio Gabeira foi preso e depois libertado, trocado com outros 39 presos políticos pelo embaixador alemão Ehrenfried von Holleben, também sequestrado. O grupo foi banido do país e levado para a Argélia. De volta ao Brasil, Gabeira defendeu a legalização da maconha e seu uso industrial mais amplo possível. São 350 subprodutos derivados da cannabis, diz. Ele escreveu um livro sobre o assunto explicando por que é a favor da legalização. Leia a reportagem aqui.
Marina apoiou esse candidato ao governo do estado do Rio, e para deputado, Alfredo Sirkis – outro ex-terrorista assumido e confesso. Sirkis iniciou sua participação no movimento estudantil em 1967, no Colégio de Aplicação da UFRJ, e dois anos depois entrou na clandestinidade ao ingressar na VPR (Vanguarda Popular Revolucionária). Em 1971 fugiu para o exílio passando inicialmente por Buenos Aires, Santiago e finalmente em Paris.
Dizem que Dilma é terrorista. Mas os mesmos que espalham essa informação omitem muita coisa sobre Marina.
Agora você já sabe.
Atualização 2014:  o mesmo ocorreu quatro anos depois. Malafaia começou a campanha detonando Marina, que depois da morte do cabeça de chapa Eduardo Campos assumiu a vaga de candidata à Presidência. Como se viu, passou imediatamente à condição de principal oposição ao PT. Então Malafaia disse que o apoio ao seu candidato inicial, Everaldo, era só para lhe dar visibilidade, e que apoiaria sim Marina, a qual só recuou de suas posições a favor da união gay depois de uma carraspana pública, de Malafaia e de Marco Feliciano.  Questionada sobre o aborto e a liberação das drogas, escorregou e saiu pela tangente outra vez, apesar de admitir que 70% dos membros de seu partido são a favor. Então, diante dessas idas e vindas, ainda mais em relação a temas tão caros aos evangélicos, permanece a pergunta: será que ela é mesmo evangélica? Desde quando evangélico pode ser socialista? O que mudou, a Igreja, ou o socialismo?

48280
Atualizado em 07SET2014

  © Blogger templates Modelo: Shiny by Ourblogtemplates.com 2008 - personalizado por Georges - que ralou pra caramba!

Voltar ao INÍCIO